Selecione a página

Psicose: Filme Obra-Prima de Hitchcock

Psicose: Filme Obra-Prima de Hitchcock

Alfred Hitchcock (1899 – 1980) nos bastidores de Psycho (Psicose), 1960.

Psicose: obra-prima dirigida pelo diretor Alfred Hitchcock

A direção de Alfred Hitchcock em “Psicose” é amplamente aclamada por sua capacidade de criar um suspense psicológico inovador e intenso. Lançado em 1960, o filme desafia as convenções do gênero com uma atmosfera de constante tensão e uma narrativa cheia de reviravoltas. Hitchcock utiliza técnicas cinematográficas avançadas para a época, como ângulos de câmera inusitados, montagem rápida e iluminação contrastante, que não apenas intensificam o suspense, mas também manipulam as emoções do público.

A famosa cena do chuveiro (imagem em destaque) é um exemplo perfeito do domínio técnico de Hitchcock, combinando cortes rápidos e a trilha sonora perturbadora de Bernard Herrmann para criar uma das sequências mais icônicas e aterrorizantes da história do cinema. Além das técnicas visuais, a direção de Hitchcock em “Psicose” se destaca pela maneira como subverte expectativas narrativas. A escolha audaciosa de eliminar a protagonista, Marion Crane, no início do filme choca o público e desafia as normas tradicionais da narrativa cinematográfica. Isso, combinado com a revelação gradual da verdadeira natureza de Norman Bates, mantém a audiência em um estado de suspense constante.

Hitchcock também emprega simbolismos e temas psicológicos profundos, explorando a dualidade da mente humana e o voyeurismo, elementos que acrescentam camadas de complexidade ao filme. “Psicose” não é apenas um marco no gênero de terror, mas também uma obra-prima da direção cinematográfica que continua a influenciar cineastas e a aterrorizar audiências.

Referências
Rebello, Stephen. Alfred Hitchcock and the Making of Psycho. St. Martin’s Griffin, 1990.
Truffaut, François. Hitchcock/Truffaut. Simon & Schuster, 1983.
Wood, Robin. Hitchcock’s Films Revisited. Columbia University Press, 2002.
Lehman, Peter. Running Scared: Masculinity and the Representation of the Male Body. Wayne State University Press, 2007.
Avalie!

Publicidade