Selecione a página

Seabiscuit: O Legado do Cavalo Vencedor

Seabiscuit: O Legado do Cavalo Vencedor

Seabiscuit nasceu no dia 23 de maio de 1933 em uma família de puro sangue vencedores, como seu avô Man O’War. Apesar de sua linhagem poderosa, logo quando nasceu foi tido como franzino e preguiçoso. Na imagem, Seabiscuit vence a corrida de Santa Anita, em 1940.

Seabiscuit: origem e ascensão

Seabiscuit, nascido em 1933, começou sua carreira de forma modesta, com um início desanimador nas corridas. Contudo, tudo mudou quando o treinador Tom Smith e o proprietário Charles Howard reconheceram seu potencial. Sob a tutela de Smith e com o jóquei Red Pollard, Seabiscuit começou a vencer corridas e a ganhar notoriedade. Em 1937, ele emergiu como um dos principais cavalos de corrida nos Estados Unidos, capturando a imaginação do público durante a Grande Depressão.

Conquistas notáveis

A vitória mais emblemática de Seabiscuit ocorreu em 1938, quando enfrentou e derrotou o favorito War Admiral na famosa “Match Race” no Pimlico Race Course. Esta corrida consolidou seu status como uma lenda das pistas e simbolizou esperança e determinação para muitos americanos. Além disso, foi nomeado o Cavalo do Ano em 1938, um reconhecimento de suas habilidades excepcionais e seu espírito indomável. Sua capacidade de superar adversidades inspirou milhares e deixou um legado duradouro.

Legado

Seabiscuit se aposentou em 1940, mas seu impacto continuou a ser sentido por décadas. Sua história foi imortalizada em documentários, livros e filmes, incluindo o best-seller “Seabiscuit: An American Legend” de Laura Hillenbrand, adaptado para o cinema em 2003. O legado de Seabiscuit transcende o mundo das corridas de cavalos, representando uma narrativa poderosa de resiliência e superação. Em suma, o icônico cavalo permanece um símbolo de perseverança e coragem, lembrado não apenas por suas vitórias, mas também por seu papel inspirador na história americana.

Foto: Sea.biscuit Heritage Foundation.
Referências
Hillenbrand, Laura. Sea-biscuit: An American Legend. Random House, 2001.
Nack, William. My Turf: Horses, Boxers, Blood Money, and the Sporting Life. Da Capo Press, 2004.
Smith, Red. Racing Days. Garden City Publishing, 1947.
Stout, Glenn. Young Woman and the Sea: How Trudy Ederle Conquered the English Channel and Inspired the World. Houghton Mifflin Harcourt, 2009.
Avalie!

Publicidade